Após morte de policiais, comandante da PM diz que vai ‘incomodar’ as facções

O comandante-geral da Polícia Militar da Bahia, coronel Paulo Coutinho, garantiu que vai combater com afinco as facções criminosas vindas de outros estados, principalmente do Rio de Janeiro e São Paulo, que fincaram raízes na Bahia. “Não temos muros entre os estados. A facção criminosa fica acomodada onde fica acomodada. Na Bahia, vamos incomodar elas e impedir que se estabeleçam”, disse o militar em entrevista para a Rádio Metrópole na manhã desta terça-feira (10).

Na ocasião, Coutinho ainda disse que as buscas pelos envolvidos nas mortes dos três policiais militares no último final de semana na região de Cajazeiras, irão continuar. “Fica o sentimento de perda de três integrantes que foram formados para proteger a sociedade. Mas a operação continua e vai continuar até que os algozes sejam alcançados e a resposta seja à altura do que aconteceu”, disse.

Até o momento, dois suspeitos de participação no assassinato do policial militar Alexandre Menezes, de 30 anos de idade, no último sábado (7) foram mortos e outros dois ficaram feridos em confronto com a polícia nesta segunda-feira (9).

Fonte: A Voz do Campo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo